quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Quem foi o Senador José Botelho.


Informativo Municipal de 19 de Maio de 1990 – Página 07.

Pouca gente sabe com relativa profundidade quem foi o Senador Carlos José Botelho que dá o nome a Escola Estadual localizada no centro de Dourado. Homem de notável inteligência e disposição para o trabalho, o Senador Botelho exerceu várias atividades durante sua vida e embora não tenha nascido em Dourado, nem permanecido na cidade por longo período, dedicou a esta terra especial atenção.

Além de dar o nome a escola estadual, o Senador Botelho também foi o responsável por sua construção. Conforme lembra Cecília de Barros Pereira de Souza Braga que fez um levantamento sobre a biografia do Senador, ao passar por Dourado em determinada ocasião ele traçou com a própria bengala, no chão, a orientação para a construção da escola.

Cecília Braga tem um levantamento sobre a vida do Senador, trabalho facilitado por ter sido seu pai, Everardo Pereira de Souza muito amigo e auxiliar de Carlos José Botelho.

A VIDA.

As informações de Cecília de Souza Braga indicam que o Senador Carlos José Botelho nasceu em Piracicaba no dia 14 de maio de 1855. Depois de terminar os estudos primários em Itu, São Paulo e Rio de Janeiro foi concluir o curso em Montpellier, na França onde em 1880 obteve o título de Dr. em medicina. Conhecedor dos problemas hospitalares, ao regressar fundou em São Paulo no Brás na rua do Gasômetro o primeiro hospital clínico e cirúrgico particular conhecido na ocasião como (Casa de Saúde Dr. Botelho).

Foi o primeiro Diretor Clínico da Santa Casa de São Paulo e um dos fundadores da Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo.
Foi vereador, senador, co-fundador da policlínica de São Paulo e sócio-fundador do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

DOURADO.

Carlos José Botelho foi o introdutor da cultura de arroz por irrigação, iniciador da seleção de gado de raça caracú e apuramento do tipo de cavalo de guerra. Muito ligado a agricultura abandonou a medicina para se dedicar a vida agrícola em São Carlos e Dourado.

Mas suas atividades não pararam aí. Em 1892 fundou o Jardim da Aclimação e o Zoológico de São Paulo, o primeiro posto zootécnico do Brasil, segundo levantamento feito por Cecília de Souza Braga.
Foi sócio fundador e presidente honorário da Sociedade Rural Brasileira. Também membro-titular da Academia de Ciências econômicas.

Foi Secretário da Agricultura Viação e Obras Públicas no Governo Jorge Tibiriçá (1904-1908). Incentivou a cultura do algodão, construiu a Escola de Agricultura de Piracicaba em terras doadas ao Estado por Luiz Antonio de Souza Queiroz. Organizou a primeira estatística Agrícola e Zootécnica do Estado e construiu os primeiros três Sílos de Forragem do tipo torre Americana no país. O primeiro sílo no posto zootécnico da Mooca; o segundo no Jardim da Aclimação, e o terceiro em sua fazenda em Dourado.

Iniciou o saneamento da cidade de Santos, eliminando os brejais e construindo os canais que desembocam no mar. Carlos José Botelho criou também os núcleos coloniais de Nova Odessa, Nova Europa, Nova Paulicéia, Corumbatá, Gavião Peixoto e Jorge Tibiriça. Morreu em 20 de março de 1947, aos 93 anos, em sua fazenda Santa Francisca do Lobo, em São Carlos.


Fotos Antigas do Grupo Escolar.







Ver também:


Senador Carlos José Botelho.


Grupo Escolar – 100 anos de história.


Os Carneiros e a Estrela


Douradenses.


Dourado: Fauna e Flora.


O Trabalho da APAE em Dourado


O Meio Ambiente em Dourado.


As Escolas de Dourado.


A Tradicional Festa de São João Batista.


Uma Passagem no Tempo – A História da Douradense.