terça-feira, 23 de abril de 2013

Cada banco uma história - Casa Paulista




Cada banco uma história.
Casa Paulista – Secos e Molhados (José Bustani).



José Bustani.

Libanês, nascido em Beirute aos 19 de dezembro de 1909, mas douradense de coração. Veio para o Brasil com 11 anos de idade, filho de Pedro Bustani e Rosa Honce Bustani. Ficou orfão muito cedo, recebeu ajuda de seu tio Felipe Honce comerciante, que possuia um armazém de secos e molhados “Casa Paulista” situado à rua Dr. Marques Ferreira hoje a Padaria Central onde começou a trabalhar.

Casou-se com Mercedes Fattore em 27 de junho de 1940. Com a mudança do tio para São Carlos, passou a ser proprietário do armazém.
Trabalhou muito tempo no comércio de Dourado, servindo moradores, fazendeiros e colonos. Época áurea do comércio douradense quando todas as portas comerciais estavam abertas e a rua Dr. Marques Ferreira considerada a rua principal da cidade.

Foi convidado para gerenciar a Cooperativa dos Cafeicultores de Dourado que estava sendo montada. Trabalhou nessa cooperativa até se aposentar.

Teve duas filhas, Rosali e Marta, três netos Fábio, Flávio e Marcelo, dois bisnetos Ana Beatriz e Gustavo que não veio a conhecer, pois faleceu em 25 de outubro de 1980, aos 70 anos de idade.

Sócio fundador do Dourado Clube, junto com sua esposa Mercedes trabalhou para a compra do prédio próprio, passando o Livro de Ouro para as pessoas influentes de nossa cidade. Que ajudaram com consideráveis quantias. Conseguiram assim, junto com outros douradenses adquirir o imóvel onde se instalou o clube que funciona até hoje.

Sócio fundador do Uaru Clube. Promovia e animava muitas festas, bailes e carnavais.

Homem de muito caráter e de bom coração.

José Bustani um autêntico cidadão douradense.



Pesquisa - Jornal “O Dourado” - Edição de 7 de março de 2007 – Ano 11, nº 209, pág. 8.
Texto: Rudynei Fattore.

Fotos: Praça São João Batista.




Vejam também neste Blog: