quarta-feira, 16 de maio de 2012

Curriculum Histórico – Grupo Escolar de Dourado.


 Foto: Grupo Escolar (1909).
 
Texto de autoria da Senhora Miltes Bueno Galassi de 22 de julho de 1999.
Edição Comemorativa dos 90 anos da Escola Municipal Senador Carlos José Botelho.

Em 3 de agosto de 1909, inaugura-se na cidade de Dourado, o Grupo Escolar de Dourado, casa de Ensino, que proporcionou em instância pioneira a oportunidade de acesso à educação, aos douradenses que iniciavam a caminhada em direção à conquista do futuro, que só a alfabetização e posterior a capacitação à leitura, concede a todos os cidadãos. Foi um marco de progresso, de avanço na história de Dourado e até os dias atuais se acentua a importância do feito, celeiro de onde saíram os primeiros frutos positivos da magnitude da atitude de visão futurista do seu idealizador, que ao projetar a estrutura da escola, vislumbrou o que representava para nossa terra a Determinância da Instrução.

Posteriormente o Grupo Escolar foi recebendo modificações, e exibindo modernidade nas instalações, assim como o método de ensino foi sofrendo transformações, se atualizando e mantendo-se no mesmo nível das instituições mais elevadas, de conceito semelhante ao primeiro mundo!

O douradense de qualquer época, guarda em seu coração: o respeito, a gratidão, e o eterno apego à casa de ensino onde aprendeu as primeiras letras, alavanca de sua ascensão a descortinar o futuro a sua frente.

Baluarte indestrutível a garantir a sustentação de nossa escultura, instrumento precursor da nossa liberdade.

Enquanto permanecer o lendário “Grupo Escolar de Dourado” de pé, seja lá qual for a denominação, que atualmente o determina, Dourado será o símbolo de progresso, de um povo esclarecido, absolutamente compatível com seu grande destino!

Miltes Bueno Galassi é autora também do Hino de Dourado, Co-produção Antologia Poética (Poesias Brasileiras), Timor "Poemas de Esperança" (Poesias Brasileiras) entre outros livros publicados.
Pela Lei Nº 1.210 de 12 de maio de 2009, na administração do Sr. Prefeito Municipal Edmur Pereira Buzzá, o Centro Cultural de Dourado recebe a denominação de “Centro Cultural Miltes Bueno Galassi”, em justa homenagem a escritora.

É esta casa de ensino, um lar aberto, iluminado...
Em que os professores, conjuntamente distribuem ensinamentos e afeições como se fossem todos filhos, os seus alunos.
A quem se educa e se exempla com profundos atos de amor que brotam da alma e do coração.

Edição Especial.
Professores Responsáveis:
Isabel Aparecida Zólio
Maria José dos Santos Demeti
Rose Mary Vernáglia Zólio
Sonia Maria Dada.

Foto: Grupo Escolar Senador Carlos José Botelho (01/05/1940). 


Foto: EMEF Senador Carlos José Botelho em Maio de 2011.



Foto: Grupo Escolar Natal de 2011.




Semeia Sempre.

No grande cosmos, tu és uma semeador,
Tu és presença e pessoa...
Não pode fugir à responsabilidade de semear...
Não digas:
O sol é áspero,
O sol queima,
Chove constantemente,
A semente não serve.
Não é tua função julgar a terra, o tempo, as coisas...
Tua missão é semear...
As sementes são abundantes... e germinam facilmente,
Um pensamento, um gesto, um sorriso, uma promessa de alento.
Um aperto de mão, um conselho amigo, um pouco de água.
Não semeies, porém, descuidadamente,
Como alguém que se desincumbe de uma missão.
Ou cumpre uma simples tarefa.
Semeia com interesse, com amor, com atenção,
Como quem encontra nisso o motivo de sua fidelidade!
E o semear não penses: Quanto me darão?
Quanto será a colheita?
Recorda que não semeias para enriquecer
Guardando o ganho multiplicado.
Semeias, porque não pode viver sem dar,
Porque não podes servir a Deus, sem servir aos teus
irmãos.
És dono de ti e da vida,
Quando trocas o teu pouco com o outro.
Sem esperar recompensas... serás recompensado;
Sem esperar riqueza... enriquecerás;
Sem pensar na colheita... teus bens te multiplicarão.
Porque semeias num reino,
Onde dar é receber,
Onde dar a vida é perde-la para encontrá-la,
Onde gastar servindo é crescer e transformar.
Semeia sempre, em todo terreno,
Em todo o tempo a boa semente,
Com amor, com carinho,
Sai, semeador...
Parte...
Prepara...
O que o outro te pode dar...
Levando contigo tudo o que tens e acolhe.
Vigia e vela... Lembra que o fruto é para partilhar,
A glória para Deus,
E na simplicidade dize: obrigado...
Sê pois um semeador... hoje, agora... aqui e já

(Autor desconhecido).


Veja também neste Blog: