quinta-feira, 19 de maio de 2022

Dourado - 125 anos de emancipação.

 

Numa singela homenagem, ao município de Dourado, não podemos esquecer das vitórias conquistadas que sucederam até atingirmos o momento presente. Como diz Kate Agnelli,  neta de imigrantes: “No princípio era a mata e as águas, tudo por conquistar, tudo áspero para peles delicadas de antigos comerciantes...” 

Nesta região central do Estado de São Paulo, acontecia o reconhecimento da vila de Dourado como município no dia 19 de maio de 1897. Entre muitas contentas políticas entre os antigos habitantes do local, isto é, do Bebedouro, onde residiam as famílias pioneiras.

Em cidades do interior paulista os cavaleiros foram os desbravadores de fronteiras onde em épocas distantes o cavalo era o principal meio de transporte na conquista de novas terras. Os cavaleiros, na fase do Brasil colonial, eram mais conhecidos por Bandeirantes.

Vale a pena relembrar a grande proeza feita por três cavaleiros douradenses: Zé Reis e dois irmãos, os fazendeiros Pedro (o “Pedroca”) e Jorge Dias de Aguiar, sexagenários que percorreram 17 mil quilômetros do extremo sul ao extremo norte do país. Iniciaram esta aventura no dia 25 de maio de 1991, onde partiram do parque da Água Branca, São Paulo, com uma tropa de seis cavalos e três burros de carga, com o propósito de atravessar este imenso país.

Durante mais de dois anos, em cima de uma sela, conheceram centenas de povoados, andaram por 21 Estados e 372 municípios onde se sensibilizaram diante às desigualdades sociais e particularmente com os obstáculos que as crianças do interior tem em vencer rumo à vida adulta.

Os Filmes de Faroeste estabeleceram um marco histórico nos anos 70. O Cinema Nacional, à época, era atraído à uma região onde cortavam as Estradas de Ferro, entre elas a “Douradense”, e escoavam nosso principal produto: o café produzido nas fazendas paulistas.

 Além de oferecer paisagens exuberantes cortada por rios, morros e encostas que ligados ao clima e matas tropicais constituíam um perfeito cenário para essa produção de filmes.

Em Dourado, ligados ao amor pelo cinema dois amigos tiveram a iniciativa de realizar filmes.

João Santiago juntamente com Osvaldo Virgilio decidiram abraçar essa causa: a VR Filmes (Voluntários Reunidos) é uma produção de filmes independentes idealizada com o objetivo de divulgar as paisagens naturais que existem em nossa região.

Rios, morros e encostas constituem uma paisagem exuberante e são um perfeito cenário aos filmes de ação e aventura.

São eles: Um Lugar ao Sol, O Retorno, Espírito da Coisa, Na Linha de Tiro, O Arquivo de Nadiville, Novo Tempo, Ponto de Vista, Alfândega, A Expedição e Check-Up (Operação 325). São Filmes de longa metragem que foram produzidos em Dourado de 1995 a 1999 e Check-Up em 2005.

O mais interessante é destacar que esse amor pelo cinema, ambos faziam com recursos próprios e sem uma infraestrutura adequada, compunham a trilha sonora, eram autores e diretores dos próprios filmes.

Outro fator de imprescindível destaque é a Produção de Móveis em Dourado.

Para recordarmos:

FÁBRICA DE MÓVEIS PELAES - de Bernardo Pelaes de Angelo (no alto, na porta)-Indústria de renome nacional e grande formadora de excelentes profissionais: Chico Fazzio, Anibal Odorissio, Zecão, Zé Bazzi, Rosato, Irineu Casemiro, Garutti, Pecini,Pardinho, Lino, Nerone, Gusto, Lulu, etc. O trio: Dicão, Nico Correio e Dudu Bazi.



Todos nós trazemos um diferencial para o crescimento do nosso município, por essa razão, finalizo minha singela homenagem com o poema da professora Sonia:


Cidade Querida

Dourado, minha cidade querida,

E aqui quero morar.

Por quê?

Porque na minha cidade, Dourado, não tem Mar,

Mas tem Luar!

Porque a minha cidade na verdade,

parece um lugarzinho perdido no meio do Nada.

Mas nas Madrugadas, após despertar

o povo sabe exatamente onde tem de labutar!

Aqui tem cheiro de terra, tem cheiro de mato...

Tudo o que se planta cresce, germina e floresce.

E o coração do povo que chora

quando daqui vai-se embora,

Que conta nos dedos os dias

e vive marcando as horas

para aqui retornar,

Diz devagar, suspirando

como um sussurro no ar:

- Sonho acordado ou dormindo,


minha terra despertar!

O sol raiando tão lindo

no horizonte a brilhar,

E eu desperto sorrindo por viver neste lugar...

Pois é aqui que nasci, é aqui que vou ficar,

Plantar meus sonhos mais lindos

por eles vou lutar!

Sei que sem sonhos e lutas,

Nada posso conquistar!

A vida é feita de Sonhos...

Nunca deixe de Sonhar!


Feliz Aniversário Dourado - Cidade Coração!

Autora: Professora Sonia Dada, EMEF Senador Carlos José Botelho.



Fotos:

Filmes de Faroeste nos anos 70




Filmes em Dourado, anos 90.















Carro de Boi, muito utilizado no início do século XIX para extração da produção das lavouras dentro das Matas.



Companhia Estradas de Ferro Douradense. Principal meio de transporte da produção para grandes centros do estado de São Paulo.



Oficina da Companhia Douradense.



Desfile dos Cavaleiros em 2008.



Lembrança da Maior Cavalgada em Território Nacional.
Os Três Cavaleiros: Zé Reis, Pedroca e Jorge Aguiar.


Jorge.


Pedroca.


José Reis.


Primeira Banda Marcial de Dourado.


Banda Marcial de Dourado em 2009.




Vídeo no YouTube.





segunda-feira, 16 de maio de 2022

Um dia no Santa Clara Eco Resort, Dourado - SP.

 Quando foi que você se deparou que você também, tem, pelo menos uma vez na vida, que passar algumas horas desfrutando do contato com a natureza e aproveitando algumas horas de divertimento com sua família?

Não podia deixar de postar aqui um registro do dia que passei no Santa Clara Eco Resort, em Dourado, SP.

Eu, esposa e filho fomos desfrutar nesse dia algumas horas de relaxamento e descontração no Eco Resort.

Pela manhã, fizemos um check in e recebemos uma pulseira de identificação. Logo o café com uma variedade de opções e depois uma caminhada pelas trilhas do Santa Clara.

Muito verde! O contato direto com a natureza é constante! Aves e pássaros de várias espécies são muito vistos, pode-se chegar muito perto! Estão acostumados! Cachoeiras, nascentes por todos os lados! Uma Equipe acolhedora e muito receptiva!

O hóspede tem atividades variadas: desde ciclismo, quadriciclos, caminhadas, natação, caiaques, playground, cavalgada, arborismo, tirolesa, arco e flecha, bocha, futebol, vôlei, salão de jogos, salão de leitura... Em um dia, tenha certeza, você não consegue ver tudo!

A comida é excelente!

Algumas imagens podem dizer mais que as frases!











































Vídeos YouTube. (Clique e Assista)



Meus agradecimentos a toda Equipe Santa Clara, não citarei nomes, não quero ser injusto com ninguém! Com certeza, todos são especiais!

Mais informações no site Santa Clara Eco Resort 


Veja também:

Dourado e o Turismo.