terça-feira, 27 de setembro de 2011

A Viola Caipira






Viola caipira, também conhecida como viola sertaneja, viola nordestina, viola cabocla e viola brasileira, é um instrumento musical de cordas. Com suas variações, é popular principalmente no interior do Brasil, sendo um dos símbolos da música popular brasileira.

Tem sua origem nas violas portuguesas, oriundas de instrumentos árabes como o alaúde. As violas são descendentes diretas da guitarra latina, que, por sua vez, tem uma origem arábico-persa. As violas portuguesas chegaram ao Brasil trazida por colonos portugueses de diversas regiões do país e passou a ser usada pelos jesuítas na catequese de indígenas. Mais tarde, os primeiros caboclos começaram a construir violas com madeiras toscas da terra. Era o início da viola caipira.

Existem várias denominações diferentes para Viola, utilizadas principalmente em cidades do interior: viola de pinho, viola caipira, viola sertaneja, viola de arame, viola nordestina, viola cabocla, viola cantadeira, viola de dez cordas, viola chorosa, viola de queluz, viola serena, viola brasileira, entre outras.

A viola caipira tem características muito semelhantes ao violão. Tanto no formato quanto na disposição das cordas e acústica, porém é um pouco menor.

Existem diversos tipos de afinações para este instrumento, sendo utilizados de acordo com a preferência do violeiro. As mais conhecidas são Cebolão, Rio Abaixo, Boiadeira e Natural.

A disposição das cordas da viola é bem específica: 10 cordas, dispostas em 5 pares. Os dois pares mais agudos são afinados na mesma nota e mesma altura, enquanto os demais pares são afinados na mesma nota, mas com diferença de alturas de uma oitava. Estes pares de cordas são tocados sempre juntos, como se fossem uma só corda.

Uma característica que destaca a viola dos demais instrumentos é que o ponteio da viola utiliza muito as cordas soltas, o que resulta um som forte e sem distorções, se bem afinada. As notas ficam com timbre ainda mais forte pois este é um instrumento que exige o uso de palheta, dedeira ou principalmente unhas compridas, já que todas as cordas são feitas de aço e algumas são muito finas e duras.

A viola é o símbolo da original música sertaneja, conhecida popularmente como moda de viola ou música raiz.
No Brasil, é um instrumento tradicional, musicas entoadas em suas cordas atravessaram décadas e gerações e até hoje estão presente no nosso dia a dia da cultura brasileira.
Em Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul dentre outros, a viola tem destaque na musica, onde a tradição da moda de viola é passada de geração em geração. A viola é um instrumento com um potencial fora do normal. O músico e instrumentista já falecido Renato Andrade comprovou isso em meio de estudos em que conseguiu imitar instrumentos como:Harpa de concerto,Harpa Paraguaia,Guitarra Portuguesa, Bandolim Napolitano,Balalaica Russa,e como ele sempre dizia,também imita a viola!

Em Dourado, Cabral, como é carinhosamente conhecido pelos amigos, tem se dedicado desde o ano de 1994 a confecção da viola caipira. Para a fabricação deste instrumento musical prepara, antes de tudo, o material adequado, selecionando a melhor madeira que irá servir a um melhor som.









Em companhia dos amigos a afinação prepara o ensaio.
Em pé: Nandão.
Sentados da esquerda à direita: Cabral, Seu Miguel, Jagunço e Mirandinha.

Guarda, carinhosamente, em seu salão, pois também trabalha como cabeleireiro, lembranças da visita do amigo Mazinho Quevedo, que é considerado um dos maiores propagadores e estudiosos da cultura caipira.





Quadro autografado por Mazinho Quevedo ao amigo.


Esta é uma homenagem a todos que valorizam suas raízes e respeitam a sua identidade cultural. Estas referências históricas de memória e de cultura contribuem para a formação da identidade do indivíduo e da coletividade. Parabéns aqueles que mantém viva sua história e preservam ainda suas origens e tradições.




Viola ao lado num antigo debulhador de milho do início do século XX.



No Folclore a viola está presente em diversas manifestações brasileiras, como Catira, Fandango, Folia de Reis, e outras, pelo Brasil afora.
 

 




Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.




Veja também neste Blog: